licor goianodocinhos goianosdoce de coco

 

O cliente é recebido com um verso de Cora Coralina e uma taça de licor de murici na Dona Doceira, atelier de doces de raiz, no Itaim, em São Paulo. À frente da confeitaria está Adriana Lira, uma goiana que deixou o mundo corporativo para se dedicar aos típicos bocados de sua terra. Na vitrine, doces clássicos, porém esquecidos. Ela revisitou memórias gastro-afetivas e fez muita pesquisa para criar um cardápio inventivo cheio de docinhos lindos. O grande hit da vitrine são as flores de tiras de coco — que parecem dobradura. Adriana aprendeu a receita com uma das grandes doceiras da cidade. Além da flor de coco com chá de lavanda ou outros sabores, o cardápio conta com brigadeiro de milho, limãozinho galego recheado com doce de leite, doce de mamão, suspiro recheado de brigadeiro, bolo de araruta e canela. Ela faz sob encomenda para festas, eventos, cerimônias. Na próxima semana, um café da tarde vai oferecer o famoso biscoito de queijo com o café coado torrado na lenha.

Mais do que aguçar paladares paulistanos, Adriana está resgatando e prestando uma grande homenagem às doceiras da cidade de Goiás. Ela também está à frente do documentário sobre essas mulheres:

https://www.youtube.com/watch?v=B77NWOCO24E

Por Juliana Mariz